Franchising & Negócios

Revista Mercado Edição 43 - julho 2011

Franchising & Negócios

POR Carlos Ruben Pinto*

A importância do bom planejamento

“A estratégia é uma necessidade para qualquer empresa, não importa o tamanho”

(Michael Porter)

Todos os tipos de empreendimentos apresentam seus próprios desafios no dia a dia dos negócios. Muitos são os fatores que levam ao sucesso ou fracasso de uma empresa. E na prática, é muito importante que os sócios proprietários da empresa procurem conhecer bem os dois caminhos, para traçar seu planejamento em busca do melhor.
Através do sistema de franchising, os potenciais franqueados têm a oportunidade de conhecer o caminho percorrido pelas marcas de seu interesse, antes de investirem no negócio. Ou seja, ao aderir a uma franquia, o franqueado recebe o know-how do franqueador que já testou um conceito de negócio, corrigiu os erros e buscou focar suas ações nas estratégias de sucesso. Sendo assim, ao pesquisar bem e escolher a melhor opção de franquia para o seu perfil de empreendimento, o franqueado passa a ter acesso a essas estratégias.
No sistema de franchising, o franqueador, tendo antes percorrido o caminho que os franqueados querem percorrer e, sobretudo, por ter conhecimento do mercado e dos clientes da marca, pode prestar treinamentos e assessoria que ajudem o franqueado a administrar sua empresa no caminho do sucesso. Para isso precisa se estruturar corretamente.
Por outro lado, o franqueado precisa se dedicar bem ao negócio, seguir o padrão da franquia e recomendações do franqueador, para fazer uma gestão eficiente da empresa e de seus processos. Em primeiro lugar, precisa entender bem qual é o seu papel dentro da empresa, ter uma visão sistêmica do negócio. Terá que gerenciar pessoas em várias funções, administrativas e operacionais, supervisionando o cumprimento dos padrões definidos no treinamento, contrato e manual da franquia.

O varejo caminha com a humanidade, passa por transformações e modernizações, e o franchising, como um tipo de operação de varejo, também evolui e se moderniza

Cabe a cada franqueado cuidar bem da empresa, do marketing local e de todas as atividades e decisões, especialmente as que envolverem recursos financeiros. Em síntese, são muitas as atribuições de um empresário na gerência de seu negócio, que exige planejamento, organização, liderança e controles. Enquanto empresário, o franqueado deve buscar manter o equilíbrio entre essas funções dentro da franquia.
Muitos dos comerciantes que sobreviveram às mudanças econômicas e sociais são aqueles que buscaram se atualizar, que aprenderam e ensinaram com a sua própria experiência. Mudaram de atitude, desenvolveram-se e conquistaram a condição de empresário, e sabem hoje que o crescimento exige sempre planejamento, gerenciamento e controle.
O varejo caminha com a humanidade, passa por transformações e modernizações, e o franchising, como um tipo de operação de varejo, também evolui e se moderniza. A cada dia que passa, surgem no mercado novas marcas, que quando bem planejadas e administradas, encontram o caminho da prosperidade para os franqueados da rede.
O objetivo da franquia não deve ser somente aumentar o seu tamanho enquanto rede, mas consolidar uma posição de sucesso, ter constância de propósito – estar sempre de olho na sua missão, visão, objetivos, princípios e metas.
Para se manter no mercado com sucesso, a rede precisa ter visão de futuro e a cada dia trabalhar para tornar o negócio diferenciado e fortalecido. E nisso está a importância do bom planejamento. Cabe ao franqueador desenvolver estratégias para a rede, visualizar o crescimento de todos, dos franqueados e de seus empregados – treinar, desafiá-los a se diferenciar no mercado e conquistar metas. É bom lembrar: planejamento não é só para grandes empresas.

* Carlos Ruben Pinto é administrador de empresas, consultor de varejo e franquias
carlos@guiadofranchising.com.br – www.guiadofranchising.com.br/mds