Trabalho

Revista Mercado Edição 34 - setembro 2010

Trabalhadores motivados geram bons negócios

Carolina Ikeda (Lead)


Empresas investem cada vez mais na qualidade de vida dos seus colaboradores

alho e a exigência do mercado por profissionais com múltiplas capacidades fizeram com que cada vez menos as pessoas tenham tempo para si mesmas. Resultado: um quadro funcional estressado, cansado e mal-humorado. Por isso, apostar na qualidade de vida dos funcionários transformou-se em estratégia para as empresas alcançarem melhores resultados, uma vez que a saúde é determinante para o bom desempenho no trabalho.
Desenvolver programas de qualidade de vida com o objetivo de reter talentos e aumentar os rendimentos dos funcionários é uma tendência que a empresa Nacional Expresso aprimora a cada dia. Segundo a gerente de valores humanos, Luzmarina de Ávila Fernandes, a Nacional, em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), realizou vários estudos sobre sono, bem-estar e jornadas de trabalho. Desses estudos nasceram ações voltadas para o bem-estar dos colaboradores, como a utilização de escalas de trabalho fixas por turno (ou somente noturno ou somente diurno), visando à adequação ao ritmo biológico e cronotipo de cada profissional, palestras para orientar os motoristas sobre os alimentos mais adequados durante as viagens e como fazer para terem um bom descanso e se prepararem bem para cada jornada de trabalho. “Além disso, temos observado a importância de uma boa saúde financeira, com controle de gastos dentro do orçamento dos funcionários. Para isso, contamos com a realização de palestras sobre orçamento financeiro”, relata a gerente.
Luzmarina afirma que atualmente a preocupação da empresa consiste em garantir um bom clima de trabalho, com palestras que abordam estratégias de comportamento em grupo, relacionamento interpessoal, trabalho em equipe e regras de uma boa convivência no trabalho. “Como consequências de todas essas ações, percebemos que o número de profissionais com oportunidades de crescimento aumentou. Somente nos meses de fevereiro e março de 2010, cerca de 20 profissionais foram promovidos”, conta.
Débora Saraiva, assistente de encomendas, faz parte desses números. Recentemente foi promovida e conta que nos 10 anos de empresa já teve diversas oportunidades de crescimento e desenvolvimento. “Posso dizer sem dúvida alguma que nossa dedicação é valorizada. Em cada treinamento, palestra ou evento promovido pela empresa, adquirimos uma nova bagagem de conhecimento que nos auxilia não apenas em nossa rotina de trabalho, mas enriquece nossa experiência e nos aprimora. Pessoas felizes transformam qualquer ambiente em um lugar agradável e produtivo”, ressalta a assistente.

“Em cada treinamento, palestra ou evento promovido pela empresa, adquirimos uma nova bagagem de conhecimento que nos auxilia não apenas em nossa rotina de trabalho, mas enriquece nossa experiência e nos aprimora. Pessoas felizes transformam qualquer ambiente em um lugar agradável e produtivo”

Em outra empresa de ônibus, a Viação Sorriso de Minas, a situação não é diferente. De acordo com a psicóloga da empresa, Fabiana Rocha Dias, a relação empresa/colaborador é pautada por muito respeito, investimentos em projetos e desenvolvimento de ações que atendam as necessidades dos funcionários tanto no aspecto profissional quanto nas áreas de saúde, lazer e educação.
“A Sorriso oferece convênio médico e odontológico para seus colaboradores, possui parceria com o clube Vila Olímpica, onde funcionários e seus dependentes legais desfrutam de momentos de lazer e descanso, apoia e incentiva os colaboradores nos campeonatos de futebol e demais ações da comunidade, desenvolve um trabalho de ergonomia e postura, tem parceria com instituições de curso superior e fornece aulas do Telecurso dentro da empresa”, conta a psicóloga.
Fabiana ressalta ainda que investir no colaborador hoje faz parte de um processo global. “Não basta apenas remunerá-lo, é preciso ir além, fornecer benefícios, estreitar os laços de convivência, garantir o que há de melhor para que todos possam trabalhar bem e ter momentos de cuidado consigo e sua família; isso é zelar para que os aspectos sociais não fiquem descobertos. A empresa é uma extensão da casa de cada um e é justamente nela que o colaborador precisa de suporte e incentivos para melhorar diariamente”.

“A empresa é uma extensão da casa de cada um e é justamente nela que o colaborador precisa de suporte e incentivos para melhorar diariamente”

O motorista da Viação Sorriso de Minas, Paulo Sérgio de Deus, diz que a empresa é padrão de excelência e possui uma equipe de alta performance. “A Sorriso acredita em mim”.

Ponto de vista do especialista

De acordo com a coordenadora de gestão de pessoas do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Hérika Mota, quando a empresa não se preocupa com a qualidade de vida de seus colaboradores, as consequências redundam em sérios prejuízos. “Sabe-se que o alto nível de estresse influencia diretamente o desempenho do funcionário, a sua saúde e os resultados apresentados à organização”, afirma.
A coordenadora explica que o desenvolvimento de atividades direcionadas ao bem-estar dos colaboradores é de extrema importância para a empresa, pois um profissional motivado se envolve mais ativamente com as perspectivas defendidas pela organização, trabalha em busca de resultados positivos e, consequentemente, sua disposição contagia a todos os seus pares. “A motivação dos funcionários acaba influenciando positivamente o clima da equipe, o relacionamento com os clientes e a imagem da instituição”, relata Hérika.

Em contrapartida, empresas que não possuem essa postura colecionam um quadro de funcionários frustrados e estressados, o que gera afastamentos, aumento do índice de absenteísmo e turnover, além de poder desencadear doenças psicológicas e, inclusive, favorecer o aumento do consumo de drogas e álcool.
Para que a correria do dia a dia e o estresse vivido na empresa não afetem a saúde do profissional, Hérika aconselha tomar alguns cuidados. “Ações como relacionamento com colegas, administração adequada do tempo, alinhamento de procedimentos com coordenadores, apoio em atividades de lazer e prática de atividades físicas fazem parte do programa de gerenciamento do estresse e melhoria da qualidade de vida”, finaliza.

Dicas para controlar o estresse no trabalho

  • Conheça as suas capacidades e limitações.
  • Desenvolva uma técnica, como a respiração profunda, que pode ser utilizada em momentos de maior tensão no trabalho.
  • Não seja controlador. Não concentre atribuições relativas ao trabalho sobre sua pessoa.
  • Evite o perfeccionismo excessivo.
  • Identifique precocemente os problemas e estabeleça estratégias para resolvê-los.
  • Aprenda a dizer “não” quando for necessário.
  • Procure realizar um planejamento de metas e resultados.
  • Mantenha uma postura adequada ao sentar em sua cadeira de trabalho.
  • Tenha sempre um tempo de lazer ou pratique semanalmente um hobby.
  • Faça regularmente atividades físicas.
  • Terapias de relaxamento como o Yoga podem ser muito úteis.
  • Procure sempre orientação médica, bem como realize exames de rotina.
  • A vida não é só composta de trabalho. Tenha sempre um tempo reservado para a sua família e seus amigos.