Eventos

Revista Mercado Edição 47 - novembro 2011

Prêmio destaca as melhores práticas da sustentabilidade

Por Anderson Tissa

A marca da sustentabilidade: o Prêmio Empresário Herói destaca anualmente os melhores de Uberlândia e região

Empresas recebem o Prêmio Empresário Herói; edição 2011 contou com mais de 50 inscritos de Uberlândia e região

A noite de 9 de novembro foi marcada por mais uma cerimônia de entrega do Prêmio Empresário Herói, nessa que foi a terceira edição da outorga com foco na responsabilidade social das empresas. A instituição do prêmio é da FIEMG Regional Vale do Paranaíba, que conta com o apoio dos Sindicatos Patronais da Indústria, do Cintap, do Eco Instituto e da Revista Mercado. Neste ano, mais de 50 participantes inscreveram projetos que seguem o parâmetro da sustentabilidade nos pilares econômico, social, ambiental e cultural. Acabaram premiadas as empresas Totvs (categoria Projeto Social), Uberlândia Refrescos (Projeto Ambiental), Foto Geraldo (Projeto Cultural), Arroz Vasconcelos (Projeto Comunicação Para Sustentabilidade e Média Empresa), VTS Brasil (Projeto Inovação) e Ime – Clínica Cidadã (Micro e Pequena Empresa).
Durante a noite de divulgação e entrega dos prêmios aos vencedores, no espaço Casa Blanca, em Uberlândia, o presidente da FIEMG Regional Vale do Paranaíba, Pedro Lacerda, admitiu não ter sido tarefa fácil o julgamento dos projetos inscritos nessa que foi a 4ª edição do Empresário Herói, segundo ele, obviamente por ter que selecionar os destaques entre todos os demais inscritos, que ele considerou dignos de receber o prêmio a partir do momento em que se empenharam em ações sustentáveis. “A meu ver, todas as empresas que se inscreveram já estão consagradas, pois cada uma em seu tempo e modo está fazendo a sua parte”, disse Lacerda.

Pedro Lacerda, presidente da FIEMG Regional: “Todas as empresas que se inscreveram já estão consagradas, pois cada uma em seu tempo e modo está fazendo a sua parte”

Segundo avaliação dos organizadores do Empresário Heroi, neste ano, as empresas surpreenderam pela qualidade dos projetos e pelo aumento dos indicadores de governança sustentável. Cuidados com imagem, meio ambiente, capital humano, saúde financeira e fiscal e comunidade caracterizaram os vencedores.
Outra grata surpresa ficou por conta da proatividade apresentada pelas pequenas empresas que, desde os primeiros passos, caminham para a sustentabilidade de seu negócio – e por meio dele. Na categoria Micro Pequena Empresa, a IME – Clínica Cidadã, por exemplo, vencedora deste ano, apresentou um pensamento promissor para a economia e desenvolvimento social. A empresa apostou em promover às classes C, D e E o acesso a produtos de saúde, conforme a demanda comercial e social, possibilitando o pagamento a preços condizentes com a renda desse público. O impacto dessa atividade abrange o município de uma forma geral, pois dá alternativas a quem pode pagar valores mais baixos, desafogando o sistema público de saúde, especialmente com consultas e outros procedimentos eletivos e, ainda, favorecendo na conquista de um direito fundamental, que é a saúde.
Na categoria Média Empresa, o principal diferencial da empresa vencedora, Arroz Vasconcelos, foi sua preocupação com a organização dos processos e a promoção das melhores condições de trabalho para seus funcionário. O impacto da marca também é muito grande. A comunidade reconhece a marca “Vasconcelos” como uma empresa que cumpre todos os seus compromissos com a sociedade, meio ambiente, clientes, parceiros e funcionários. Há de se reconhecer, ainda, a participação dessa empresa em todas as etapas do Prêmio. Desde o Lançamento até o Seminário, a comissão julgadora observava e avaliava a prioridade que foi dada ao preenchimento dos formulários da forma adequada e o empenho da empresa em ter uma boa participação. Para os organizadores, em um momento em que todos cumprem suas obrigações, aquele que mostra esses diferenciais merece ser o vencedor.

Premiados não, exemplos de administração

Após receber a premiação na categoria Social, o proprietário da Totvs, Marcílio Otoni, disse se sentir honrado com a conquista. “O orgulho de receber esse troféu é muito grande. Reflete o bom fruto que estamos colhendo e que foi plantado pelos colaboradores, pois são eles a base, eles que ajudam a construir e principalmente a aplicar o projeto com sustentabilidade. Só tenho a agradecer, principalmente à coordenadora do projeto no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Hanah Bonfim”, concluiu.

A Totvs arrebatou o prêmio na Categoria Social

O tradicional Arroz Vasconcelos, sediado em Araguari, foi o maior premiado da noite, já que venceu em duas categorias (Comunicação para Sustentabilidade e Média Empresa). “Em nossa empresa não temos só dois projetos, temos vários, alguns sendo desenvolvidos e outros saindo agora do papel. Inclusive uns já têm mais de 10 anos em andamento. Estamos ampliando o leque para atender nossos colaboradores, seus familiares e toda a comunidade. Tem projeto vindo para ser referência nacional e, para que isso aconteça, temos que desenvolver projetos para todas as áreas e não só para uma específica. E não tem satisfação maior do que ganhar pela primeira vez e ainda levar dois prêmios”, comemorou o presidente Rubens Araújo.

O Arroz Vasconcelos venceu em duas categorias: Comunicação para Sustentabilidade e Média Empresa

Outra vencedora foi a IME – Clínica Cidadã, que levou o prêmio Micro e Pequena Empresa. Públio Faria, o proprietário, deu ênfase à conquista. “A satisfação é imensa. Todos os nossos colaboradores e parceiros irão receber com bastante alegria esse prêmio, que nada mais é que o reconhecimento do esforço deles. Sem contar que nos incentiva a todo ano estar participando novamente”, comenta.

A IME Clínica Cidadã ganhou a categoria Micro e Pequena Empresa

Para Sérgio Gallo, superintendente da Uberlândia Refrescos, receber o prêmio é o resultado de um trabalho consistente e sempre importante para impulsionar a empresa. O ‘Reciclou, Ganhou’ é um trabalho desenvolvido há algum tempo com as crianças, conscientizando-as da importância de reciclar as embalagens em todas as escolas. Sem contar que é uma satisfação imensa estarmos recebendo esse reconhecimento por mais um ano. Ano passado foi como grande empresa e dessa vez nos consagramos como Projeto Ambiental, o que mostra que estamos preparados para competir em várias categorias e até mesmo vencê-las. É somente orgulho o que posso definir nesse momento”, ressaltou Gallo.

VTS Brasil foi a vencedora na categoria Inovação

A empresa Foto Geraldo, de Araguari, foi representada pela proprietária, Maria Leila Lima Vieira, que ressaltou a alegria de ganhar o Prêmio Empresário Herói. “Estamos super felizes com esse reconhecimento. É uma valorização necessária pelo trabalho que estamos desenvolvendo em Araguari. Cada empresa tem algo a oferecer, e entendo que ser tão aberta à comunidade é que foi nosso diferencial”, pontuou Maria Leila.

A Foto Geraldo conquistou o Empresário Herói com o Melhor Projeto Cultural

Na categoria Inovação, o vencedor foi a VTS Brasil. O diretor Juarez Pina comentou a importância da conscientização empresarial e ressaltou que a responsabilidade geral vai muito além do lucro e do benefício próprios. “A iniciativa é ótima, porque proporciona aos empresários buscar algo a mais em prol da sustentabilidade, ou seja, do bem geral. Estamos buscando colaborar com o nosso meio também. Para se ter ideia, utilizamos, em nossa empresa, o recurso de vídeo conferência para colaborar com a diminuição de emissão de CO2”, contou.

A Uberlândia Refrescos venceu como Melhor Projeto Ambiental

Premiados e projetos vencedores do Empresário Herói 2011
Empresa: TOTVS
Projeto Social: IOS – Instituto de Oportunidade Social
Objetivo: Preparação de jovens para o mercado de trabalho. Inclusão digital. Oportunidade de qualificação profissional de jovens de classes menos favorecidas. A empresa mantenedora, TOTVS, além de prover os recursos para o projeto em parceria com uma universidade, incorpora os jovens a seu quadro de funcionários e encaminha para vagas em outras empresas.
Pessoas beneficiadas: 120 jovens podem ser capacitados por ano.
Empresa: Uberlândia Refrescos
Projeto Ambiental: Reciclou Ganhou
Objetivo: Promover educação ambiental em parceria com escolas e centros comunitários em Uberlândia e região, através do recolhimento de embalagens pet, resíduo gerado de seus produtos. O impacto deste projeto é muito grande, pois existe uma excelente articulação de uma rede de parceiros que se mobilizam e valorizam o projeto.
Pessoas beneficiadas: 50 mil pessoas direta e indiretamente.
Empresa: Foto Geraldo (Araguari-MG)
Projeto Cultural: Acervo Fotográfico de Geraldo Vieira
Objetivo: Promover a divulgação da história de Araguari e seus cidadãos, através do estudo das fotografias que compõem o acervo. Em parceria com a Escola Estadual Madre Maria Blandina, o projeto gerou interesse dos jovens sobre a cidade, bem como o pertencimento à história de Araguari.
Pessoas beneficiadas: A comunidade inteira, por atrair a atenção dos moradores e líderes sobre a importância do patrimônio histórico da cidade.
Empresa: Arroz Vasconcelos (Araguari-MG)
Comunicação para Sustentabilidade: Campanha de Divulgação do projeto Anjos do CEEEU
Objetivo: Divulgar o projeto Anjos do CEEEU. A causa do projeto é a inclusão social de pessoas com deficiência através da cultura e da arte do canto coral.
Pessoas beneficiadas: Além dos componentes do coral e respectivas famílias, acaba por envolver toda a comunidade da região, bem como pessoas com deficiência que necessitam de incentivo e investimento para ter uma vida feliz e produtiva.
Empresa: VTS Brasil
Projeto: Inovação
Objetivo: Uma inovação tecnológica que reduz a emissão de CO2 e contribui para um clima organizacional mais saudável.
As crescentes emissões de Dióxido de Carbono (CO2) e outros gases como o metano (CH4) e o óxido nitroso (NO2) na atmosfera têm causado sérios problemas, como o efeito estufa. Devido à quantidade com que é emitido, o CO2 é o gás que mais contribui para o aquecimento global. Suas emissões representam aproximadamente 55% do total das emissões mundiais de gases do efeito estufa. O tempo de sua permanência na atmosfera é, no mínimo, de 100 anos. Isto significa que as emissões de hoje têm efeitos de longa duração, podendo resultar em impactos no regime climático ao longo dos séculos.

.

História do Prêmio

O Empresário Herói começou em 2008 como uma reunião comemorativa de empresários, com presença importante do G7 de Uberlândia, composto pela FIEMG Regional Vale do Paranaíba, CDL Uberlândia, Aciub, Sindicato Rural, OAB Uberlândia, Conselho de Veneráveis e Sociedade Médica.  No início era apenas um momento para discutir sobre os gargalos da indústria e do comércio. No ano seguinte, já se tornou uma maneira de homenagear os empresários que fazem a história da indústria do Triângulo Mineiro.
Em 2009 foram 40 empresas inscritas para participar da honraria. As empresas Uberlândia Refrescos e Sankhya, de Uberlândia, e Calçados Kaneron, de Araguari, receberam o Prêmio Empresário Herói nas categorias empresa de grande, médio e pequeno porte, respectivamente.
Ano passado, a participação aumentou (sendo 52 inscritos) e também o número de categorias, de três para seis, para que mais empresas pudessem ser premiadas. A empresa Cargill Agrícola S/A recebeu o prêmio na categoria Projeto Ambiental, seguido do Projeto Social, conquistado pela Iso Olhos, que também ganhou na categoria Inovação Tecnológica, enquanto Efrem Telecomunicações levou o prêmio na categoria Micro/Pequena Empresa. A categoria de Média Empresa foi entregue à Sankhya e a empresa Uberlândia Refrescos conquistou a categoria de Grande Empresa.

Associada do Sindivestu, honraria do Sistema FIEMG

A “industrial do ano”, a empresária Maria Cecília Pereira Mendonça, com o filho Synésio Pedroso Neto, posa com o troféu Empresário Herói 2011

A noite de premiação do Empresário Herói 2011 marcou também a apresentação em Uberlândia do empresário escolhido neste ano para receber a medalha do Mérito Industrial do ano, honraria conferida anualmente pelo sistema da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) aos empresários mineiros que mais se destacam. Foram 36 os indicados ao prêmio em todo o estado, sendo a medalha entregue em comemoração ao Dia da Indústria.
E um dos escolhidos foi a empresária uberlandense Maria Cecília Pereira Mendonça, proprietária da First Confecções Ltda (Freixenet), associada ao Sindicato das Indústrias do Vestuário de Uberlândia (Sindivestu). A solenidade oficial de entrega havia acontecido em maio, na Expominas, em Belo Horizonte. Agora, foi a vez de Maria Cecília ter o seu reconhecimento apresentado à sociedade de Uberlândia, e para tal acabou também agraciada com o prêmio Empresário Herói 2011, em referência à honraria recebida em maio em Belo Horizonte.