Turismo

Revista Mercado Edição 41 - abril 2011

Jericoacoara: quem conhece não esquece jamais

POR Evaldo Pighini com PortalJeri

A beleza das paisagens impressiona a qualquer momento: lagoas de água doce e salgada, praias intocadas, rochas esculpidas pelo vento numa área de 200 Km², onde são proibidas a caça, a pesca predatória e qualquer tipo de poluição

Em 2010, os gastos de turistas brasileiros no exterior bateram recorde, atingindo mais de US$ 16,4 bilhões. Enquanto isso, no mesmo período, os turistas estrangeiros deixaram menos de US$ 6 bilhões no país. Esse desequilíbrio de gastos poderia ser diferente se o brasileiro investisse mais em viagens internas e o Brasil fosse mais bem divulgado lá fora. Para isso, atrativos turísticos o país tem de sobra. Um belo exemplo é Jericoacoara, no litoral do Ceará. Jeri, como é carinhosamente chamada, é lugar fora do comum se comparado com o mundo moderno das grandes cidades, com tempos corridos, engarrafamentos e filas. As ruas são cobertas de areia e as praias se entendem por quilômetros sem interferências visuais. Por lá, tudo tem um toque mais lento e mais descontraído.
Até cerca de 20 anos atrás, Jeri era apenas uma simples vila de pescadores isolada do mundo, visitada somente por aventureiros. Não havia estradas, eletricidade, telefone, televisão, jornais, e pouco se usava dinheiro. O comércio era feito através de troca de produtos, como peixe por arroz, e assim por diante. Mas tudo isso não significa que o turista que hoje escolher o lugar como destino vai ter que se privar de conforto e luxo. Atualmente, quase tudo que se desejar pode-se encontrar em Jeri, desde massagens a jantares deliciosos, de bares tranquilos a casas com música ao vivo, tem de tudo para todos.

A cidade ficou famosa por ter uma das praias mais belas e longas do mundo, cercada por dunas e lagoas de água doce – levando pessoas de todo o mundo a suas margens. Em 1984, uma lei federal declarou Jericoacoara área de proteção ambiental, e em 2002 a área alcançou o status máximo em termos de proteção ambiental, sendo nomeada Parque Nacional. Devido às restrições impostas a certos tipos de construção e às leis de proteção ambiental, Jericoacoara tem crescido de uma forma positiva. Empresários engajados em proteger a beleza e a simplicidade de Jeri criaram pousadas pequenas e aconchegantes, que oferecem charme e sofisticação sem grandiosidade ou extravagâncias.

Vila de Jericoacoara

Existem vários lugares onde se encontra diversão à noite nessa famosa vila: pode ser nas dunas, onde há maior concentração de turistas nos bares à beira da praia. Um lugar recomendado é o restaurante do Clube dos Ventos, frequentado por turistas, onde são exibidos vídeos de windsurf e outros esportes radicais.
Através dos anos, a vila tem se adequado às exigências de quem visita Jeri. A estrutura turística é uma das mais importantes do estado do Ceará, contando com mais de 90 pousadas e hotéis, além de uma gastronomia internacional com mais de 40 restaurantes de especialidades diversas: italiana, francesa, regional, dentre outras.

Outro destaque de Jericoacoara é o esporte: escolas de windsurf, kitesurf, capoeira e sandboard vêm sendo um dos atrativos mais importantes da região. As características geográficas de Jeri e Preá proporcionam tudo que é necessário para a aprendizagem, como também para a prática dessas modalidades. Além disso, campeonatos de windsurf e kitesurf são periodicamente organizados em Jericoacoara pelas melhores organizações do Brasil e do mundo.

Um dos ícones de Jeri é a Pedra Furada, formação rochosa esculpida pelo mar por milhares de anos. O interessante da Pedra Furada é também o caminho que leva o visitante até lá e a energia que paira no ar. Para os mais místicos, o lugar tem uma energia diferente dos demais. Para garantir a preservação local, o Parque Nacional de Jericoacoara ganhou 400 hectares de terra, incluindo, assim, o manguezal do rio Guriú, reduto dos cavalos marinhos, além de algumas dunas fixas e tabuleiros cobertos por vegetação nativa.

É justamente a conservação do local que faz de Jericoacoara um lugar exclusivo. Jeri fica a 313 km de Fortaleza, com acesso pelas BRs 222 e 402, passando pelas CEs 085, 422, 354, 402 e 179. Tatajuba também é um ponto obrigatório, estando localizada a 72 km da vila.

Pontos turísticos

Parque Nacional de Jericoacoara

Criado em 23 de Dezembro de 2002, está localizado nos municípios de Jijoca de Jericoacoara e Cruz, tendo como objetivo proteger e preservar amostras dos ecossistemas costeiros, assegurar a preservação de seus recursos naturais e proporcionar oportunidades controladas para uso público, educação e pesquisa científica na região. O Parque Nacional protege uma área de aproximadamente 6.295 ha.

Pedra Furada

A Pedra Furada, situada na região rochosa de Jericoacoara, é um arco de pedra enorme, esculpido pela ação das ondas. Sem dúvida é a maior atração turística do local. Fazer uma caminhada pelas praias ao longo do percurso é uma oportunidade de apreciar belezas incomparáveis. A região é muito visitada e possui lagoas de água doce e salgada, praias intocadas e rochas esculpidas pelo vento que são exemplos da beleza das paisagens do lugar.

Igreja de Nossa Senhora de Fátima

A Igreja de Nossa Senhora de Fátima, construída em 1945, é um ponto turístico para aqueles que visitam o local, pois se admiram com a beleza de sua arquitetura. Nela acontecem missas quinzenais e batizados trimestrais, celebrados pelo padre da Paróquia de Jijoca de Jericoacoara. Durante todo o ano, acontecem as celebrações de coroação de Maria (mês de maio), festejos da Padroeira (outubro) e Missa do Galo (Natal). Na sua construção foram utilizadas pedras retiradas do Serrote, outro ponto turístico da cidade.

Igreja de Santa Luzia

Na década de 60, os habitantes de um pequeno vilarejo, que mais tarde viria a tornar-se a cidade de Jijoca de Jericoacoara, assistiam às missas e novenas na comunidade de Caiçara por se tratar da capela mais próxima. Com a necessidade de ter no município um local de oração, em 1963, os senhores Gabriel Brandão, Manoel Teixeira (ambos já falecidos) e Eliézer tiveram a ideia de construir uma capela na região. O interesse da população em ajudar na obra foi enorme, e assim, no dia de Santa Luzia, 13 de dezembro de 1964, a capela foi inaugurada. Hoje, a Igreja é considerada uma das mais bonitas da região e, além de ser um lugar de oração, é também uma grande atração para os turistas.

Lagoa do Paraíso

A lagoa possui águas cristalinas e é um dos melhores pontos da região para a prática de windsurf. São 15 km de água doce e transparente, cercada por enormes dunas. A região, também conhecida como Lagoa de Jijoca, é considerada uma das regiões litorâneas mais belas do mundo.

Windsurf e Kitesurf

Os esportes radicais náuticos são extremamente recomendados em Jericoacoara, que possui uma das melhores condições para a prática de WindSurf e Kitesurf no mundo. Frequentemente, a praia de Jericoacoara recebe eventos nacionais e internacionais desses esportes.

Duna do Pôr do Sol

Em Jericoacoara, tanto a correnteza como o vento correm, predominantemente, de leste para oeste. O movimento das dunas, aproximadamente 15 metros por ano, modifica todo o ambiente, empurrando as lagoas naturais. Entre belas dunas existentes em Jeri, destaca-se a Duna do Pôr do Sol. Durante o passar dos anos, essa duna sofreu uma mudança de local, por se tratar de uma duna móvel, e avançou em direção ao mar, cobrindo o coqueiral que antes existia aos pés da duna.

Atualmente possui 30 metros de altura e muda gradativamente de cor, indo do amarelo ao cor-de-rosa. A duna é um dos pontos pitorescos de Jericoacoara, constituindo-se em um local privilegiado onde milhares de turistas do mundo inteiro acompanham o pôr do sol no mar de Jericoacoara.

Praia de Jericoacoara

A praia de Jericoacoara, junto à vila, é uma bela enseada rodeada de dunas de areia branca e coqueiros. Tanto para o leste como para o oeste do litoral da região, há uma sucessão de praias semidesertas. As águas do mar são azuis e, em vários trechos, extensos coqueirais emolduram paisagens paradisíacas. Vale a pena também conhecer as formações rochosas esculpidas pelas águas e o vento, como a Pedra Furada e a Piscina da Princesa.

Praia de Tatajuba

Tatajuba é um vilarejo de pescadores primitivo. O vilarejo foi encoberto pela ação das dunas e reconstruído pelos pescadores na outra margem do rio. É por isso que alguns a consideram como Nova Tatajuba. Possui dunas enormes, algumas em processo de cristalização, o que as impede de se mover pela ação do vento. Para chegar lá, o buggy tem que cruzar uma balsa na foz do rio Guriú.

Serrote

O Serrote é constituído por duas pequenas serras de formação rochosa que ficam à direita da vila de Jericoacoara. É um dos poucos lugares no Parque Nacional da cidade onde há vegetação arbustiva, de formação cristalina. O Serrote é bastante usado pela população para a extração de pedras para construção. Além disso, protege a vila dos ventos e das areias das dunas. A caminhada é um desafio e um excelente exercício. Muitos adultos levam suas crianças para brincar no Serrote. É um lugar onde podem ter contato com o campo, brincar e correr à vontade.

Paraíso
Enfim, Jeri não é só conhecida como berço de uma das mais incríveis praias do Brasil, mas é um lugar ecologicamente protegido e um paraíso dos amantes da natureza. Jericoacoara é realmente um paraíso, daqueles lugares onde o tempo para e as pessoas se revigoram, onde podem voltar a entrar em contato consigo mesmas, com sua humanidade e essência e onde podem restabelecer sua relação com a natureza.